Bacalhau em terra, mar de água fria

Adoro nadar. Odeio água fria. E ondas, odeio ondas. Passo bem sem ir à água, se estiver fria e cheia daqueles vagalhões que não dão hipótese de nos irmos molhando aos poucos.

Eu sou dos que demoram meia hora para mergulhar. Primeiro, os pés. Depois de estarem meio dormentes do frio, passo às pernas, que não custam tanto. Chega à barriga e é o drama. Gritinhos histéricos, pulinhos ridículos, assim sou eu a tentar ultrapassar a zona horribilis. Finalmente, os braços e o pescoço. Está quase, mas ainda me restam uns minutos de sofrimento até ao mergulho final. Quando me decido, mergulho, esbracejo para me habituar à temperatura e, aleluia, fico em paz, imersa na água.

Este é o meu ritual de entrada no mar. Depois de entrar, posso lá ficar uma eternidade, mas é preciso que o ritual se cumpra. Isto quando sequer me digno a tentar. A partir dos 20 graus. Menos do que isso, nem me levanto da toalha. Antes ficar a tostar, que este bacalhau não gosta de água fria.

AB

4 thoughts on “Bacalhau em terra, mar de água fria

  1. Ana Margarida Filipe diz:

    Sou tal e qual como tu! À excepção de uma coisa.. praia sem ir à água não é praia.
    Pode ser entrar e sair logo mas tem que ser. “E o que tem que ser tem muita força!” É um sacrifício mas, olha, ao menos o ritual é mais curto e depressa volto a “tostar” ahahah

    Há que aproveitar!

    Bons mergulhos!

    Vemo-nos dia 14 no Montijo, já com um belo bronze!

    Beijinhos!

  2. Ana Filipa diz:

    Adoro!!!!!
    Sou tal e qual! E ritual é ritual! Tem que se cumprir!!!
    Beijinhos!!!! 💖✨😘

  3. Sofia diz:

    Só custa entrar! Depois é só desfrutar! Sabe mesmo bem a água do mar. Tens de ir experimentar as águas açorianas (se ainda não experimentaste) não são tão frias como as do Norte. Aproveita o sol e bons mergulhos! Lavam-nos a alma! Beijinhos

  4. Pedro Espírito Santo diz:

    Nunca me habituarei à temperatura da água de Lisboa. Um destino de água transparente, calma e quente que recomendo (especialmente para quem tem crianças pequenas) é a Sardenha. Aqui mais perto e com características parecidas há o meu inestimável Porto Santo 😊

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *